domingo, 16 de janeiro de 2011

Visita à Ferticentro

No dia 27 de Dezembro de 2010, visitámos a Ferticentro, uma clínica de infertilidade em Coimbra. A Ferticentro, fundada em 2002, foi a primeira clínica de Medicina da Reprodução da região centro.
Fomos muito bem recebidos pelo Dr. Vladimiro Silva, o responsável pelo laboratório da clínica, que se mostrou sempre muito amável durante toda a visita, prontificando-se igualmente a responder a todas as nossas questões.
Com esta visita, pudemos não só obter esclarecimentos sobre os tratamentos de infertilidade, mas também adquirir mais conhecimentos sobre a realidade desta doença em Portugal.
Se ficaste curioso(a), na secção “Sites importantes” (na coluna à direita, no nosso blogue) encontrarás o endereço da página da Ferticentro.
Não podíamos estar mais satisfeitos com o resultado desta actividade!
Segue-se um vídeo com algumas fotografias tiradas durante a visita guiada às instalações da Ferticentro.
video


Visita à AVA Clinic

No dia 21 de Dezembro, o nosso grupo visitou uma clínica de infertilidade em Lisboa, a AVA Clinic. Foi o primeiro contacto que tivemos com uma instituição especializada na realização de tratamentos de infertilidade.

Fomos muito bem recebidos pela Dra. Ana Sousa Ramos, bióloga e responsável pelo laboratório.
Numa primeira fase da visita, fizemos uma entrevista à Drª Ana Sousa Ramos, colocando-lhe perguntas relacionadas com os tratamentos de infertilidade praticados pela clínica, bem como com  a criopreservação e a realidade da doação de gâmetas, um importante recurso nestes tratamentos.
Posteriormente visitámos as instalações da clínica, incluindo o laboratório.

Esperemos que disfrutem do mini-filme que fizemos com vista à divulgação desta nossa visita à AVA Clinic, que decorreu da melhor maneira possível. :)


video

O que é a Infertilidade?

A Infertilidade é definida como a incapacidade de conceber um filho após um ano de relações sexuais regulares e sem recurso a nenhum método contraceptivo. No entanto, se a mulher tiver mais de 35 anos, este período diminui para 6 meses.
São também considerados inférteis casais que apresentem um historial de mais de 3 abortos consecutivos.
Apesar de ainda não existirem muitos estudos para Portugal, estima-se que um em cada sete casais em idade reprodutiva sofra desta doença.

Fontes: